top of page

Circuito Paulista Colegial de Surf 2024 começa na Ilha Comprida

O evento terá início um dia após o encerramento da segunda etapa do Hang Loose Surf Attack 2024

Atleta Ravi Haddad, local de Itanhaém / Foto Erik Medalha


O Circuito Paulista Colegial de Surf 2024 que inicialmente aconteceria  em Santos, no dia 22, terá sua abertura na Ilha Comprida, nos dias 8 e 9 de julho, logo após a conclusão da segunda etapa do Hang Loose Surf Attack 2024. O motivo da mudança foi para não conflitar com o calendário mundial, da etapa que acontece no Rio de Janeiro, com janela de 22 a 30 de junho. O Circuito Paulista Colegial de Surf 2024  coincide com a semana de feriado em homenagem ao Dia da Revolução Constitucionalista.


A organização também avaliou a estratégia de facilitar a logística e custos dos participantes e seus familiares realizando os dois eventos contínuos, além de abrir a temporada de férias de julho dos alunos. Pela primeira vez, o município de Ilha Comprida sediará dois importantes eventos do calendário de surf paulista.


Apresentado pela Prefeitura Municipal de Ilha Comprida, o Circuito Paulista Colegial de Surf é um dos eventos que vem chamando a atenção do calendário do surf escolar de base envolvendo jovens das categorias Sub 18, 16, 14 e 12. As competições serão realizadas na Praia do Boqueirão Norte, um dos principais pontos de surf da região.


O prefeito da Ilha Comprida, Geraldino Júnior, comemora a realização de dois grandes eventos de Surf no Município, nas férias de julho. Segundo ele, as competições consolidam a vocação da cidade para o Surf, oferecerão grandes espetáculos aos moradores e visitantes e também irão inspirar mais adesões ao esporte.  Segundo o prefeito, o Surf se encaixa com perfeição à vocação ambiental do Município, incluído 100% em área de preservação ambiental, com 74 km de praias livres de poluição.  Geraldino Júnior agradece aos organizadores, apoiadores, atletas e afirma que todos serão muito bem-vindos!


É um campeonato que reúne jovens surfistas, devidamente matriculados em suas instituições de ensino de todo o Estado de São Paulo. Neste ano, alunos de cursos online reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) também poderão competir.


"A Prefeitura Municipal de Ilha Comprida está bastante comprometida em fomentar o surf em sua cidade. Isso é o apoio necessário para a realização de eventos de grande porte. E esta iniciativa ajuda no turismo e na economia local e na prática do surf diretamente, que faz muito bem à saúde das crianças e aos adultos", destacou Zé Paulo, presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo.


Em 2023, os rankings ficaram assim: no masculino, Colégio COC Novomundo, representado por Vini Palma, lidera os rankings das categorias Sub 12, 14 e 16. Na Sub 18, Caio Okamoto foi o líder e representou a E.E. Prof. Escola Maria Aparecida Pinto de Abreu Magno.


No feminino, o Colégio Adélia Camargo Corrêa, foi representado pela atleta Carol Bastides, atual líder do ranking das categorias Sub 12 e 14. A E. E. A Professora Dulce César Tavares foi representada pela atleta Luana Reis, que lidera a categoria Sub 16 e, por fim, a E.E.Walkir Vergani, representada pela atleta Mayara Zampieri, é a líder da Sub 18.


O diretor da Divisão de Esportes, Gonçalo Neto,  também destaca o trabalho de formação permanente de atletas realizado pelo Município nas escolas municipais de Surf do Boqueirão Sul e do Boqueirão Norte. “Temos alunos de seis aos 76 anos de idade, pessoas com deficiência (PCD) , campeões e centenas de atletas em treinamento, num grande momento do surf para a cidade”. 


No ranking das escolas, o Colégio Adélia Camargo Corrêa, do Guarujá, é o líder do circuito.


Acompanhe o ranking completo de 2023, acesse AQUI


As inscrições para o Circuito Colegial de Surf 2024 têm o valor de R$ 180,00. Os interessados devem procurar suas respectivas associações de surf para efetuar a inscrição. É importante lembrar que todos os atletas precisam estar devidamente filiados para participar de todos os circuitos estaduais promovidos pela SPSurf. Link da filiação.


Premiação – aos campeões de cada etapa serão entregues troféus, medalhas, blocos de pranchas e protetor solar.


A pontuação alcançada pelos atletas nas etapas também servirá para conseguirem vagas na formação da equipe que representará a Seleção Paulista de Surf no ano de 2025.


Ação ambiental: as ações da Federação de Surf do Estado de São Paulo irão além das competições esportivas. Em todos os eventos buscará promover a conscientização ambiental, por meio do departamento de Meio Ambiente da SPSurf e parceiros locais.


A primeira etapa do Circuito Paulista de Surf Colegial tem realização da Federação de Surf do Estado de São Paulo e conta com os apoios do Katrin Apartamentos, Apartamentos Apaí Ilha Comprida, Balli Suítes, Restaurantes Magnus, Açaí Space, Sundek, Quebra Onda, Suntech Grip System, Blocos Keahana, Água Cristal Litoral, Litoral Atacadista, Ymage, Prefeitura Municipal de Ilha Comprida e CRS Comunicação.


49 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page