Em 1970 ocorre o 1º Campeonato Santista de Surf

Por Gabriel Pierin


Campeonato Santista, 1970


Há 50 anos, num domingo, dia 4 de outubro de 1970, começou o 1º Campeonato Santista de Surf. O evento inédito foi promovido pela SECTUR (Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes) e aconteceu na praia do José Menino, entre a Ilha Urubuqueçaba e a Divisa. Mais de 100 surfistas se inscreveram para participar do torneio, que teve a organização dos esportistas Fernando Miranda, Carlos Roberto de Alencastro Guimarães, o Lobinho, e Antônio Carlos Duarte, o Tonico.


Na época a cidade era Área de Segurança Nacional e tinha como interventor o General Clovis Bandeira Brasil. A tribo dos surfistas crescia influenciada pela contracultura da época. Para participar do campeonato, os participantes deveriam apresentar autorização dos pais e caderneta escolar.


A competição contou com as fases eliminatórias, nos dia 4 e 11, as semifinais no dia 18 de outubro e a finalíssima no dia 6 de dezembro. As baterias de 20 minutos foram formadas com grupos de cinco atletas, classificando-se dois para as fases seguintes. A novidade foi a criação do grupo especial de Paipo, o surfe de joelhos, inédito no Brasil. Outro destaque foi a inscrição e formação de equipes de surfe, como Homero, Hawk, Marcio’s, Yater, Surfline By Lobinho e Strobous Surfboards.


Nas semifinais ocorridas dia 18 de outubro, alcançaram os melhores índices, classificando-se para as finais, os surfistas da classe Juniores Orácio, Edu, Wadih, Fuad, Elias, Augustin, Lafraia e Geraldo e, na classe Seniores, Edson, Eduardo Argento, Vicente, Italiano, Giba, Pico, Nelson e João de Deus.


José Carlos Lafraia foi o campeão absoluto. O surfista marcou 27,4 pontos e venceu os concorrentes na categoria Juniores. Ele foi seguido por Geraldo Mantilha Luzzi (16,8) e Fuad Mansur Lopes (14,7). Na categoria Seniores (acima de 16 anos) o campeão foi Eduardo “Dudu” Argento. O surfista de São Vicente alcançou 18,6 pontos. Italiano ocupou a segunda colocação (17) e Giba, a terceira (14,4).


Entre as meninas, Sheila de Castro Farias sagrou-se a primeira campeã feminina de surfe de Santos. Ela concorreu com as surfistas Eveli Dubinee, Roseli Dubinee, Regina Mariano, Thais Aparecida Lagua e Regina Forte. Na categoria Paipo, o campeão foi Paulo Sergio Christol Barreto, o Musgão. O kneeboarder chegou a 17,7 pontos, seguido por José Goes Junior (10,5) e Carlos Eduardo Cristiniano Vieira de Castro (6,8).


A festa de encerramento ocorreu na sede da AABB (Associação Atlética Banco do Brasil). Além do baile de confraternização, os surfistas melhores colocados receberam troféus e medalhas. Nesse último dia 12 de dezembro, o evento completou 50 anos. Uma data histórica para o desenvolvimento do surfe na cidade de Santos.




9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo