top of page

Hang Loose Surf Attack apresenta todos os campeões de 2022


Encerramento do Circuito Hang Loose Surf Attack 2022 / Foto Munir El Hage


O Hang Loose Surf Attack 2022, que ranqueia o Circuito de Categorias de Base do Estado de São Paulo (até 18 anos), teve a sua terceira e decisiva etapa finalizada no domingo (23/10), na Praia de Camburi, São Sebastião, e definiu todos os campeões do ano.

"Eu fico muito feliz de realizar este trabalho sob o comando do Zé Paulo. São mais de três décadas dedicadas e fomentando a base do surfe brasileiro. O Hang Loose Surf Attack é um evento sólido e já faz parte da cultura do surfe nacional. Um campeonato que não pode e nem deve ser esquecido, para o bem dos atletas", enalteceu Alfio Lagnado, dono da Hang Loose Surf Attack, que prestigiou a última etapa.

O sebastianense Murilo Coura foi o grande vencedor da terceira e última etapa do Hang Loose Surf Attack na categoria Sub 18, e declarado campeão paulista 2022 por ter finalizado na vice-liderança do ranking geral, liderado pelo paraibano Yuri Barros. Com o título de campeão paulista, Coura levou o grande prêmio, a moto Scooter Elétrica Mobyou zerada.

Na Sub 16, outro sebastianense se destacou. Matheus Neves faturou todos os títulos. Ele sagrou-se campeão da última etapa e levantou o troféu de campeão estadual de 2022, consequentemente finalizou como líder do ranking do Circuito Hang Loose.

O atleta John Muller, representando o Guarujá, foi o campeão estadual de 2022 e do Circuito Hang Loose, na Sub 14. Ele também venceu o prêmio Manga Wax Air Show, que ofereceu R $500,00. Já a última etapa do ano foi vencida pelo sebastianense João Vitor.

Vini Palma, da Praia Grande, aumentou a sua coleção de títulos com uma forte presença no evento e finalizou campeão paulista Sub 12, da última etapa e do Circuito Hang Loose. Palma também alcançou a maior média do dia, 18,55, que lhe rendeu o prêmio Giga + Best Performance, que ofereceu um bloco de prancha de surfe Keahana.

Entre as mulheres, na categoria Sub 18, os títulos ficaram em São Sebastião. Sol Carrion garantiu dois, o de campeã paulista, que resultou no grande prêmio que foi a moto Scooter Elétrica Mobyou, e do Circuito Hang Loose, e Giovanna Donato foi a vencedora da última etapa do evento.

Giovanna também finalizou o Circuito Hang Loose Surf Attack na vice-liderança do ranking geral da Sub 16, liderado pela paranaense Luara Mandelli, que também venceu a última etapa e, por ter atingido a maior somatória, 13,60, garantiu o prêmio Giga + Best Performance.

Na Sub 14, Natalia Gerena, da Ilha Comprida, foi anunciada a grande campeã paulista 2022, por se manter na vice-liderança do ranking geral. Os títulos da última etapa e do Circuito Hang Loose foram vencidos, novamente pela atleta paranaense Luara Mandelli.

Carol Bastides repetiu o feito de 2021 e pela segunda vez consecutiva levantou o título de campeã paulista 2022, da Sub 12. A atual bicampeã estadual, da Praia Grande, também se consolidou no topo do ranking do Circuito Hang Loose e foi a vencedora da última etapa do circuito.

O Sicrupt Girls Best Trick - melhor Manobra Feminino - foi vencido pela sebastianense Mayara Zampieri e faturou R$ 500,00.

Na última etapa do Hang Loose Surf Attack 2022, também foi realizada a Copa São Paulo, apresentada pela Soul Electric, e a cidade campeã de 2022 foi São Sebastião, que garantiu o crédito de cinco mil reais na realização da 1ª etapa do municipal de 2023, onde serão investido pela Federação de Surf do Estado de São Paulo quatro mil em premiação (blocos e acessórios de surf para os atletas) e um (1) mil reais para ajudar nos custos do staff técnico. Em segundo lugar ficou a equipe de Ubatuba, Guarujá em terceiro e Bertioga encerrou na quarta posição.

O domingo foi finalizado com o intercâmbio São Paulo x Peru, numa disputa Tag Team, e os atletas de São Paulo, que compuseram a Seleção, fizeram a maior somatória de 33,5 pontos, contra 16,65 da equipe peruana.

Para o presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf), Zé Paulo, o evento foi de acordo com suas expectativas. “Finalizamos a última etapa do circuito com altas ondas. Camburi ajudou com as suas condições favoráveis. Tivemos recorde em número de atletas e também oferecemos o maior valor de premiação de todos os tempos. O evento explorou o nível altíssimo dos nossos atletas. Eu agradeço a todos os patrocinadores e apoiadores”, encerrou o presidente.


Fotos Munir El Hage e Mayra Ziober



O Hang Loose Surf Attack 2022 contou com os patrocínios da Sthill, Mobyou Mobilidade Elétrica, GiGa+ Fibras e Chilli Beans. Foi realizado pela Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf). Apoios: Sicrupt, Manga Wax – Aderindo pelo Mundo, Garytos, Sim sucos, Sorvetes Rochinha, Pizzaria Porto da Praia, Nuty Açaí, Odara Alfajores, Taitiro’s Restaurante, Horti Fruti Betel, Sun Tech Grip Sistem, Special Boards, Keahana Blanks, Waves Now, Hotel Camburi Praia e Soul Electric. Colaboração: Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Esportes, Associação de Surf de São Sebastião - ASSS e Associação de Surf Camburi - Ascam. Divulgação Waves.



100 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page