top of page

Natália Gerena: a jovem revelação do surf em Ilha Comprida

Natália Gerena / Foto Divulgação


Com apenas sete anos de surf, Natália de Goes Gerena, de 15 anos, já se destaca como a primeira mulher em evidência na modalidade em Ilha Comprida, cidade litorânea da região sul do Estado de São Paulo.


"Eu tenho muito orgulho de representar minha cidade e sempre dar o meu melhor. Espero servir de incentivo para outras meninas começarem no surf, ficaria muito feliz de ter outras meninas para dividir o outside", desejou a jovem.


Em sua breve mas impressionante trajetória, Natália conquistou títulos significativos, incluindo o Campeonato Paulista Sub 14, o vice-campeonato Brasileiro Sub 12 e foi vitoriosa em categorias acima da sua, como na conquista da primeira etapa do Paulista Sub 18. Atualmente, ela ocupa a segunda colocação no ranking geral Estudantil desde 2023.


A história de Natália é única e diferente de muitas competidoras, que geralmente vêm de famílias de surfistas. Natália nasceu no interior de São Paulo, e seus pais nunca praticaram o esporte. No entanto, ela encontrou no surf a sua paixão, onde se conecta com a natureza e encontra paz e felicidade.


"Meu início foi diferente, por que eu não sou filha de pais surfistas. Eu morava bem longe da praia, depois nos mudamos para a Ilha em busca de uma melhor qualidade de vida. Assim, eu comecei a surfar quando conheci o surf na escolinha municipal e me apaixonei à primeira onda", relembrou a atleta.


Agora, a Federação de Surf do Estado de São Paulo, realizará na Ilha Comprida, atual cidade de Natália, pela primeira vez, dois grandes eventos de surf nas categorias de base: a segunda etapa do Hang Loose Surf Attack, que acontecerá de 5 a 7 de julho, e na sequência a abertura do Circuito SPSurf Paulista Colegial de Surf, entre os dias 8 e 9, ambos apresentados pela Prefeitura.


"Esses eventos prometem ser um palco importante para jovens talentos, como Natália, que representam o futuro do surf brasileiro, além de ser um marco histórico para o município", disse o presidente da SPSurf, Zé Paulo.


"Tenho certeza que será um incentivo gigante para as próximas gerações. E poder ver esses circuitos acontecerem na minha cidade e com tantos atletas que estão surfando muito, vai ajudar bastante no crescimento do surf regional. Estou muito feliz de poder competir em casa e ansiosa. Espero conquistar bons resultados nos dois eventos ", enfatizou.

51 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page