Surfista Kaylane de Souza será a primeira mulher comentarista do Hang Loose Surf Attack

O Hang Loose Surf Attack vai decidir os campeões estaduais de base na Praia do Tombo, em Guarujá

Kaylane de Souza / Foto Jose Antônio Pepe


A Federação de Surf do Estado de São Pualo (SPSurf) dá voz, pela primeira vez, na história do Estadual de Categorias de Base, para uma mulher ser comentarista de surfe. Kaylane de Souza, líder do ranking feminino estadual de Clubes no Longboard, fará parte do staff de narradores do Hang Loose Surf Attack 2021, ao lado de Michael Cardoso, Allan Cesar, Edinho Leite (comentarista da ESPN e do Série ao Fundo) e do ex-surfista Taiu Bueno (um dos melhores big riders do mundo). A decisão dos títulos estaduais acontece na praia do Tombo, em Guarujá, entre os dias 2 a 5 de dezembro.


A representatividade de Kaylane mostra a inclusão de uma comentarista feminina que fala a linguagem do surfe de forma inteligente e clara, e com propriedade. Ela é surfista, competidora e terá sua estreia no mais tradicional campeonato de surfe do Brasil, que já revelou nomes como o de Gabriel Medina, Adriano de Souza e Filipe Toledo, na transmissão ao vivo da segunda e decisiva etapa do Hang Loose Surf Attack.


“Este é um grande momento para mim. Estar ao lado de homens e lendas vivas do surf no Brasil, que trazem consigo muita experiência na bagagem nesse ramo. Será um grande momento de troca e uma grande chance de poder partilhar comentários inéditos nesse circuito com eles. É a voz feminina para enaltecer o evento (rs). Muita satisfação! Estou realmente feliz com esse marco”, ressaltou Kaylane. “Sei que esse é apenas o começo, mas tenho certeza que a representação feminina vai enriquecer o evento. A SPSurf está de parabéns, ela está sendo visionária”.


A surfista e, agora, comentarista, já teve experiência com apresentações em público em espetáculos teatrais, festivais escolares e foi contemplada com um edital falando sobre a cultura surf feminino. “Já narrei alguns festivais culturais e fui mestre de cerimônia, mas como comentarista será a minha grande estreia. Sou motivada pelo público que adota sempre quem sabe lidar com ele”, revelou. Kaylane é formada em artes cênicas, tem cursos de oratória, e já se apresentou nos maiores centros culturais de Santos.


Detentora do título estadual de longboard, conquistado em 2020, na Praia de Camburi, a surfista está vivendo uma das suas melhores fases. “Estou vivendo um momento incrível como atual campeã da minha cidade (Santos) e do meu Estado. Busco ainda trazer mais títulos e conquistas para a minha região e como comentarista quero deixar um legado e agregar muito para todos”, finalizou.


O Hang Loose Surf Attack é realizado pela Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf), conta com transmissão ao vivo e terá premiação recorde. Os campeões estaduais 2021 das categorias Sub 16 e 18 serão premiados com duas motos zeradas elétricas Mobyou, além do valor de R$ 1.000,00 cada. Já o restante dos pódios das respectivas categorias também recebem premiação em dinheiro, o segundo lugar R$ 500,00; terceiro R$ 300,00 e quarto R$ 200,00. Outros R$ 2.000,00 serão ofertados para os vencedores do Sthill Air Show e para a Melhor Manobra Feminino no “Sthill Girls Best Trick” (mil reais cada).


Fotos Marcelo Oliveira


Os finalistas das demais categorias receberão troféus, blocos de prancha, leashs (cordinhas), protetores solares, parafinas Manga Wax – Aderindo pelo Mundo e decks antiderrapantes.

O evento, em 2021, contou apenas com duas etapas devido à pandemia do Covid 2019. A primeira aconteceu na Praia de Camburi, em São Sebastião, entre os meses de setembro e outubro e teve como campeões nas categorias masculinas os ubatubenses Didi Aguiar (Sub18), Ryan Kainalo (Sub16), Pedro Henrique (Sub14) e Anuar Chiah (Sub12) do Paraná. O prêmio de melhor aéreo também foi para Ubatuba, vencido por Lucas Lisboa.


Nas categorias femininas as vitoriosas foram Naire Marquez (Sub18) de Ubatuba, Luara Mandelli (Sub16) do Paraná, Aysha Ratto (Sub14) do Rio de Janeiro e Carol Bastides (Sub12) da Praia Grande. O “Girl Best Trick”, melhor onda feminina, foi para a praiagrandense Kemily Sampaio.


O Hang Loose Surf Attack 2021 tem o patrocínio da Mobyou Mobilidade Elétrica. Realização da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf). Apoios: Sim sucos, Remax, Água Cristal Litoral, Nuty Açaí, Sun Tech Grip Sistem, Special Boards, Manga Wax e Sthill – Aderindo pelo Mundo, Visual Boards, Keahana Blanks, Sal na Veia, Waves Now, + Brasil Supermercados, Delab Design, Hotel Cajueiro, Pousada Canto do Forte. Colaboração: Prefeitura Municipal do Guarujá por meio da Secretaria de Esportes e Associação de Surf do Guarujá. Divulgação Waves.

48 visualizações0 comentário

© 2021 by Bugsystem. Federação de Surf do Estado de São Paulo

Menu