top of page

Brayan Almeida e Catalina Zariqueiy destaques na abertura do Hang Loose Surf Attack 2023


Bryan Almeida / Foto Erik Medalha


O guarujaense Bryan Almeida e a peruana Catalina Zariqueiy finalizaram o primeiro dia da última etapa do Hang Loose Surf Attack 2023, etapa que vai decidir os oito títulos paulistas em disputa, com as maiores notas, em altas ondas que rolaram na Praia de Itamambuca, Ubatuba, nesta quinta-feira (5/10), que tem previsão de término para o domingo (8/10).


Catalina conquistou a maior nota do primeiro dia de evento no heat três da primeira fase da Sub 18, numa boa onda muito bem trabalhada usando bastante manobras de borda e batidas e cutback, num mar que exigiu bastante preparo físico também. Mesmo assim avançou em segundo lugar em sua bateria que foi vencida por Giovana Donato, dona da maior somatória (11.25) entre as mulheres.


A bateria também contou com Carol Bastides, da Praia Grande, que também avançou para próxima fase e Thayla Vitória, de São Sebastião e Lígia Fugiwara, de Peruíbe, ambas não conseguiram se classificar.


"Acabamos de concluir o SPSurf Estudantil e já demos início na última etapa do Hang Loose Surf Attack e não erramos, Itamambuca se mantém constante com ondas fortes e abrindo. E o mais legal é que os nossos atletas não se intimidaram com o tamanho delas", comentou Zé Paulo, presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo, realizadora do evento, com apoio da Associação Ubatuba de Surf e a Prefeitura Municipal.


Entre os surfistas masculinos da nova geração, o guarujaense Bryan Almeida se destacou e fez a maior nota (8.50) e a somatória (16.00) na primeira fase da Sub 14 do heat seis do dia de evento. Bryan apresentou um surf consistente e seguro nas fortes ondas que rolaram no canto direito da praia e também garantiu passagem para a próxima fase. O sebastianense João Vitor, na Sub 16, finalizou o dia com a segunda melhor nota (8.40). As primeiras baterias das categorias Sub 18 e Sub 16 iniciaram com seis competidores na água, o que gerou mais atenção dos juízes.


A equipe peruana masculina que pela segunda vez consecutiva está no Brasil para promover intercâmbio, formada por Micael Roman, Santiago tejerina, Alejandro Bernales, Salvador Salas, Isidora bulto competiram nas categorias superiores às suas e nas de origem e só Alejandro Bernales avançou para a fase 3 da Sub 18, os demais foram desclassificados na primeira fase enquanto outros na segunda.


Na categoria feminina, Catalina Zariqueiy, única a competir de cinco peruanas inscritas neste primeiro dia de evento, foi a destaque do dia com a maior nota realizada e está garantida na próxima fase. A equipe feminina, além de Catalina, é composta por Brianna Barthelmess, Aissa Chuman, Emma Garcia e Sofía Artieda que ainda irão participar do Hang Loose Surf Attack.


Lukas Camargo, da Praia Grande, que compete pelo título da Sub 18 e Sub 16 avançou para a terceira fase nas duas categorias. Destaque também para Kalani Robles, bicampeão brasileiro e paulista de 2021 da Sub 14, avançou de fase na Sub 14 e Sub 16.  Já João Vitor foi desclassificado na Sub 16, porém, avançou de fase nas Sub 18 e Sub 16.


Entre os atletas de outros estados, destaque para Levi Silva, da Paraíba, e Enrico Malhado, de Santa Catarina, ambos da Sub 14 avançaram para a próxima fase.


Copa São Paulo - Neste ano o Litoral Atacadista vai apresentar a Copa São Paulo Keahana de Surf e a cidade que for anunciada campeã levará mil reais em dinheiro em premiação e os atletas da equipe vencedora blocos de pranchas. A cidade de Praia Grande está na liderança, seguida por Ubatuba, São Sebastião, Guarujá, Bertioga, Santos, Caraguatatuba, São Vicente, Grande São Paulo, Itanhaém, Ilha Comprida, Mongaguá e Peruíbe. Neste evento paralelo também vai ocorrer uma bateria especial envolvendo os presidentes das quatro cidades que farão as finais da Copa São Paulo e uma tag team entre a equipe peruana com a seleção paulista de surf.


Premiação - Ao final do circuito, os atletas de São Paulo, que forem anunciados campeões do ranking Estadual de Categorias de Base 2023, da Sub 18 (masculino e feminino),vão receber, cada um, uma Scooter Elétrica modelo Joy 500 Watts, zeradas oferecidas pela Soul Electric Praia Grande.


Todos os pódios do 1º ao 4º lugares, de todas as categorias, recebem premiação em dinheiro, parafinas Manga Wax, blocos de prancha, leashes, entre outros brindes. A  etapa também reserva R $1.000,00, dividido, entre os vencedores para o Manga Wax Air Show e Manga Wax Best Trick- melhor Manobra Feminino - (R$500 cada).  


Ação ambiental - durante o evento ocorre ação de conscientização ambiental realizada pelo grupo Tamoio de Ubatuba. Eles atuam na recolha de resíduos produzidos durante a realização do campeonato e fazem conversas com o público presente sobre a preservação do verde e praias de Ubatuba.

A terceira e última etapa do Hang Loose Surf Attack 2023 é apresentada pela Soul Electric e Garytos e realizada pela Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf). Conta com os apoios da Sthill, Special Boards, Power Balance, Blocos de Pranchas Keahana, Manga Wax, Sun Tech Grip System, ProLite, Coco & Cia, Pura Vida Chalés, Wenbley Inn Hotel, Restaurante Peixe com Banan, Tamoio Ubatuba, The One, Nuty Açaí, Odara Alfajores, Janjão Bordados, Sea Curling, Litoral Atacadistas, Ymage Impressão Digital. Colaboração: Prefeitura Municipal de Ubatuba, CRS Comunicação e AUS (Associação Ubatuba de Surf).

26 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page