top of page

Fabio Littleman, um gigante


Fabio Littleman, o menor surfista do mundo - Segundo a revista americana Surfing


Fabio de Oliveira Franco nasceu em 1964, em Santos. Na adolescência era conhecido como "Fabinho da rua larga" no BHN, e depois virou Fabinho Littleman.


Fabinho nasceu com nanismo, o que não o impediu de ter uma vida cheia de aventuras. Começou a surfar aos doze anos com os amigos Luciano e Kiko, quando comprou sua primeira prancha do finado Donaldo, um kneeboard sem marca, pois "naquela época muitas pranchas eram feitas em fundo de quintal”, diz Fabinho. O próprio Donaldo foi o responsável por iniciar Fabinho nas primeiras ondas, em frente ao Conde do Mar, e logo de cara ele já ficou de pé, mostrando que levava jeito.


Os anos passaram e seguindo o caminho de muitos santistas, partiu para Califórnia no começo de 1989. Chegando em Los Angeles ficou com os amigos Pardhal, Tijolo, “e mais uns 50 outros”. Se mudou depois para Venice Beach e trabalhou com construção, pintura, vendedor de flor em semáforo, e o que mais aparecesse, com o objetivo de juntar dinheiro para ir ao Havaí, o que aconteceu no final daquele ano. Chegou a ficar na casa da saudosa Miss Millie e depois de fazer amizade com o local Liam McNamara, se mudou com ele para uma casa em frente a onda de Velzyland. Essa conexão abriu muitas portas, pois Fabinho passou a ser muito respeitado no North Shore, mesmo em uma época de muito localismo.


Em 1992 voltou pra Santos com algumas fotos publicadas em revistas e viu a oportunidade de começar uma carreira como surfista profissional e formador de opinião. Em 1997 foi para a Indonésia com um grupo de havaianos, entre eles o próprio Liam McNamara, Makua Rothman e o tricampeão mundial Andy Irons e seu irmão Bruce, que passaram a ser grandes amigos. Surfava ondas cada vez maiores e treinava muito pra isso, pois “quando se treina bastante e se está em forma, você tem consciência do que está fazendo”, comenta Fabinho.


Em 2004 foi semifinalista do Buffalo Big Board Surfing Classic em Makaha no longboard. Fabinho chamava atenção pela sua estatura e atitude, o que o levou a participar de filmes e séries no Havaí.


De volta a Santos, no final de 2004 fez uma cirurgia para colocar uma prótese no quadril esquerdo por causa da artrose. Essa operação infelizmente forçou uma parada de todas atividades físicas e Fabinho nunca mais surfou. Agora aos 58 anos treina com o educador fisico Tuca Martins e espera que com isso volte ao surfe. Trabalha na Secretaria de Meio Ambiente de Santos e faz parte da CPA - Comissão Permanente de Acessibilidade - onde se tem o objetivo de melhorar a acessibilidade pela cidade.


Mesmo com a pequena estatura, Fabinho Littleman é um gigante na graça e gentileza, um cara boa praça que marcou e marca a vida dos que o conhecem. Sempre muito querido por todos, esperamos que Fabinho volte logo ao mar, lugar onde sempre pertenceu.


Para conhecer mais sobre o Fabinho, procure seu Instagram @fabiodeoliveirafranco e para essa e mais histórias no @museudosurfesantos.


Legenda: Segundo a revista americana Surfing, o surfista mais pesado do mundo, o havaiano Atta Pai, e Fabinho, o menor surfista do mundo.


Por Jair Bortoleto Credito: Arquivo pessoal

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page