top of page

Kalani Robles e Luiza Savoy vencem a segunda etapa do Circuito Hang Loose Surf Attack Ilha Comprida

Atualizado: há 4 dias

Luiza Savoy / Foto Erik Medalha


A segunda etapa do Circuito Hang Loose Surf Attack Ilha Comprida foi encerrada com grande sucesso na Praia do Boqueirão Norte. Organizado pela Federação de Surf do Estado de São Paulo e apresentado pela Prefeitura Municipal de Ilha Comprida, o evento contou com a participação de jovens talentos do surf e proporcionou momentos emocionantes para o público presente e para os atletas que  enfrentaram condições extremas de muito vento, correntezas e mar pesado.

 

Entre os destaques desta etapa que ocorreu pela primeira vez na cidade de Ilha Comprida, os atletas Kalani Robles e Luiza Savoy brilharam ao conquistar o título na categoria Sub 16 masculino e feminino respectivamente. Kalani, bicampeão brasileiro de categorias de base, mostrou todo o seu talento nas ondas e sagrou-se campeão nesta que foi a segunda etapa do Circuito Paulista de Categorias de base 2024.


Luíza Savoy alcançou sua primeira vitória neste grande evento. Nesta segunda etapa do campeonato, realizada na Praia do Boqueirão Norte, Luíza mostrou toda sua técnica nas ondas e não deu chances às suas adversárias.


Na categoria Sub 12, Isabel Meyer e Izau Signorini foram os grandes campeões, demonstrando o futuro promissor do surf brasileiro. Com um bom desempenho, Isabel Meyer mostrou muito surf nas ondas desafiadoras da Ilha. Já tendo vencido a primeira etapa, ela repetiu o feito e agora dispara no ranking geral. Já o jovem de São Vicente, Izau Signorini, não se intimidou com as ondas e garantiu sua primeira vitória em uma etapa do Hang Loose Surf Attack.

 

Vini Palma e Maeva Guastalla sagraram-se vitoriosos na categoria Sub 14, mostrando um desempenho excepcional nas ondas da Ilha. Vini, o colecionador de títulos, mais uma vez brilhou e venceu novamente uma etapa do Hang Loose Surf Attack 2024, e finalizou com notas e um desempenho impressionantes nas ondas do Boqueirão Norte. Já Maeva Guastalla teve uma vitória recheada de emoção, com uma virada espetacular na final. Maeva mostrou toda sua determinação e talento para superar as adversárias e garantir o lugar mais alto do pódio.


Kalani Robles / Foto Erik Medalha


"Agradecemos a todos os atletas, organizadores, patrocinadores e ao público presente que fizeram deste evento um grande sucesso. Continuaremos acompanhando e incentivando o crescimento do surf em nosso estado, promovendo competições que revelam e fortalecem novos talentos no esporte", disse Zé Paulo, presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo.


A cidade de Praia Grande venceu a segunda etapa do Hang Loose Surf Attack 2023 e, com isso, assumiu a liderança do ranking paulista. Guarujá, que liderava até o momento, terminou a etapa de Ilha Comprida na terceira colocação e passou a ser a vice-líder do ranking paulista de cidades.

 

O diretor da Divisão de Esportes, Gonçalo Neto, agradeceu a presença de todos e se mostrou muito satisfeito de Ilha Comprida ter tido uma etapa do maior circuito de categorias de base realizado em sua cidade. "Foi muito positivo para a cidade receber uma etapa do Hang Loose Surf Attack, e também temos uma atleta muito representativa neste evento que é a nossa Natália Gerena. Ilha Comprida mostrou que tem potencial para receber eventos de grande porte e as nossas portas sempre estarão abertas para o surf do Estado de São Paulo", disse Gonçalo.


A atleta da cidade, Natália Gerena, a revelação da Ilha Comprida em apenas sete anos de surf já conquistou títulos significativos, incluindo o Campeonato Paulista Sub 14, o vice-campeonato Brasileiro Sub 12 e foi vitoriosa em categorias acima da sua. Nesta etapa ela não conseguiu ficar entre as finalistas.


Gonçalo aproveitou a ocasião e também destacou a presença do jovem especial Rafael Miranda, de 15 anos, cria da Ilha Comprida, aluno da Escola João de Barro - Apae, consagrado o primeiro brasileiro a conquistar a medalha de prata no mundial de paracanoagem, na Alemanha, em 2023. Primeira medalha do Brasil na modalidade Atleta com Deficiência Intelectual( DI) e foi a primeira vez também que um atleta DI foi convocado para este evento.

 

Importante:


É importante destacar uma atualização em relação à divulgação anterior. A primeira etapa do SPSurf Paulista Colegial de Surf 2024, que estava programada para começar logo após o término da segunda etapa do Hang Loose Surf Attack e incluiria as categorias Sub 12, Sub 14 e Sub 16 só feminino, teve sua programação alterada pela organização.


Devido às condições meteorológicas previstas, no domingo (7/7), não houve competição do SPSurf Colegial. E as categorias Sub 12, 14 e 16, tanto feminino como masculino foram canceladas nesta etapa inicial. A organização decidiu realizar uma nova chamada na segunda-feira (8/7), apenas com a categoria Sub 18.


A segunda etapa do Hang Loose Surf Attack apresentado pela Prefeitura Municipal de Ilha Comprida conta com apoios de Sun Tech Grip System, Blocos Keahana, Açaí Space, Apartamentos Katrin, Apartamentos Apiai, Sim Imóveis, Parafinas Manga Wax, Litoral Atacadista, Água Cristal Litoral, Ymage, Pizzaria e Restaurantes Birita's, Pousada Balli, Restaurante Magnus, Power Balance, Link Geradores e CRS Comunicação. O evento é realizado pela Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf) e conta com a divulgação do Portal Waves.


Galeria fotos Erik Medalha




Campeões da 2ª etapa do Hang Loose Surf Attack 2024 Ilha Comprida


Feminino


Sub 12

1 - Isabel Meyer

2 - Maria Clara

3 - Nalu Carratu

4 - Anna Bernardini


Sub 14

1 - Maeva Guastalla

2 - Carol Bastides

3 - Júlia Stefani

4 - Paula Stefani


Sub 16

1 - Luíza Savoy

2 - Carol Bastides

3 - Júlia Stefani

4 - Isabelly Knut


Masculino


Sub 12

1 - Izau Signorini

2 - Kaleb Henrique

3 - Theo Baladi

4 - Bernardo Pires


Sub 14

1 - Vini Palma

2 - Calebe Simões

3 - Keoni Renno

4 - David de Souza


Sub 16

1 - Kalani Robles

2 - Kailani Reno

3 - Vini Palma

4 - Vitor Gabriel

24 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page