top of page

Sol Carrion conquista o inédito título e Alex Ribeiro sagra-se o campeão paulista 2022

A última etapa que aconteceu em Ubatuba também revelou os campeões do Circuito Profissional Brasil Surf Tour 2022

Sol Carrion, a primeira surfista a receber o título profissional de São Paulo / Foto Munir El Hage


Alex Ribeiro e Sol Carrion garantiram os títulos do Profissional Paulista Brasil Surf Tour, homologado pela Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf). José Francisco e Júlia Duarte foram os campeões do Circuito Profissional Brasil Surf Tour 2022. O evento que teve passagem por Maresias, Baía Formosa e Itacaré foi finalizado no sábado (03), numa megaestrutura de 400 m² ao estilo dos eventos internacionais, montada na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. Júlia também foi a campeã da etapa no Feminino e o paranaense Péterson Crisanto garantiu o título no Masculino. Os campeões da etapa e do BST garantiram a premiação em dinheiro que corresponde a R $12 mil reais, cada.


Os títulos Profissionais Paulista vêm da parceria entre os organizadores do Brasil Surf Tour com a SPSurf, que decidiram que das somatórias das etapas paulistas, Maresias e Ubatuba, saíssem os campeões estaduais de 2022, com um fato inédito para a surfe feminino: a coroação da primeira mulher a receber este título na história da modalidade no Estado de São Paulo.


E a sebastianense Sol Carrion foi condecorada a primeira mulher campeã a receber o título profissional paulista. Sol não chegou a fazer as finais, ela foi desclassificada nas quartas de final, numa bateria vencida pela pernambucana Monik Santos, tendo outra paulista, Júlia Santos, se classificando em segundo para as semifinais, que também estava na briga pelo inédito título. Júlia precisava vencer o evento para ultrapassar Sol na pontuação, que liderava o ranking desde a primeira etapa ocorrida em Maresias, mas perdeu nas semifinais, ficando em último lugar na sua bateria e, assim, ratificando o título a Sol Carrion. “Eu estava no carro quando recebi a informação que era a primeira mulher campeã profissional de São Paulo. Um título muito importante para a minha carreira. Estou muito, mas muito feliz mesmo e só tenho a agradecer ao BST, a SPSurf e a todos que acreditaram no meu surfe. Ano que vem tem mais”, disse Sol, bastante emocionada.


O título profissional paulista Masculino ficou para o praiagrandense Alex Ribeiro, que também vinha liderando o ranking desde a primeira vitória em Maresias e teve uma situação semelhante à da Sol Carrion. Alex foi desclassificado nas quartas de final, bateria vencida por Péterson Crisanto, porém, a proporção de ser o campeão era menor porque dois paulistas chegaram nas finais, Renan Pulga e Weslley Dantas. Pulga precisava vencer e Weslley se finalizasse em segundo na bateria sagrava-se campeão. Mas o universo conspirou a favor de Alex Ribeiro, os paulistas Renan e Weslley finalizaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. A bateria foi vencida por Péterson Crisanto com José Francisco ficando em segundo lugar e, assim, o título paulista que antes era do ubatubense Hizunomê Bettero agora é de Alex Ribeiro.


Alex Ribeiro é o atual campeão paulista profissional 2022 / Foto Munir El Hage


“Eu estava com as malas, pranchas no carro quando recebi um telefonema do Adriano me dizendo que eu ainda tinha chances e voltei para praia. Fiquei amarradão, é um título inédito para mim. Um título importante e de peso no surfe brasileiro, conquistado por vários atletas de alto nível. Vencer em Maresias foi o começo de tudo. Sair vitorioso de lá, como líder do ranking, facilitou bastante e fez com que os meus adversários trabalhassem mais para conquistar o paulista, mas no fim eu me sagrei o campeão de 2022”, finalizou.


Para o presidente da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf), Zé Paulo, a realização do excelente trabalho com o BST foi consolidada. “Um evento histórico que deu o start na retomada do circuito paulista em grande estilo. Agradeço aos organizadores do BST por estarem juntos nesta missão. Também quero agradecer a Sol, a nossa primeira atleta paulista a conquistar este inédito título feminino profissional e ao Alex Ribeiro, atual campeão paulista de 2022. É importante frisar que a entrega dos títulos de campeões será em Maresias, durante o São Paulo Surf Festival, um evento dedicado especialmente para as mulheres, e propício para a entrega deste título inédito para o feminino paulista”, destacou o presidente da SPSurf, Zé Paulo.


Brasil Surf Tour


Mesmo finalizando na segunda colocação, o título de campeão do circuito BST 2022 ficou para o paraibano José Francisco, que acumulou uma pontuação suficiente para ficar tranquilo e cumprir o seu objetivo de vitória. Ele participou de todas as etapas. Radicado em Santa Catarina, o paraibano José tem no surfe algo que vai além de um esporte, para ele um instrumento de transformação da sua própria vida. “Ser atleta profissional sem patrocínio é uma tarefa complicada, mas eu tive muito apoio de amigos para estar em todas as etapas e o resultado veio. É muita gratidão no coração e estou muito feliz de ter vencido este primeiro circuito do BST, que foi muito bem organizado. Vencer o circuito foi uma meta e eu conquistei. Agradeço também a natureza que proporcionou tudo isso para mim. O surfe é tudo para mim. Muito feliz de ter sido o campeão”, disse.


José Francisco, campeão do Circuito Profissional Brasil Surf Tour / Foto Munir El Hage


Fininho perdeu sua bateria para o campeão desta última etapa, o paranaense e ex-atleta CT, Péterson Crisanto, que acertou na escolha de ondas. “Neste ano eu competi em três circuitos e em dois ‘bati na trave’, fiquei em segundo lugar nas finais, mas aqui no BST consegui acertar nas escolhas das ondas e o ‘gol saiu’ e consegui vencer numa praia que eu tenho bastante sintonia, que é Itamambuca. Estou muito feliz com a vitória”, comentou. Os paulistas Renan Pulga e Weslley Dantas ficaram com a terceira e quarta colocações, respectivamente.


Na categoria feminina o título de campeã do Circuito e da última etapa do Brasil Surf Tour ficaram para a tricampeã brasileira, e dona de dois títulos profissionais carioca, Júlia Duarte, que faturou como premiação R $24 mil. Num mar bastante difícil Júlia conseguiu executar manobras de alto nível para garantir o seu nome em primeiro nos rankings. Júlia consolidou a vitória após vencer a pernambucana Monik Santos, que ficou com a vice-colocação, a carioca que mora em Portugal, Carolina Mendes, que finalizou em terceiro lugar, e a paulista Giovanna Donato, que terminou no quarto lugar do pódio.


Foto @henriquetricca


“Estou muito feliz neste meu primeiro ano competindo como profissional. Conquistar o profissional carioca e agora esse do BST são frutos de muito trabalho e dedicação. Este evento foi muito importante porque incentivou, também, o surfe feminino que está numa evolução constante, principalmente da nova geração”, destacou a grande campeã.


O embaixador do circuito BST, Adriano de Souza, saiu orgulhoso e com a sensação de dever cumprido. “Foram meses de trabalho sério. Movimentamos o Brasil com este circuito que a cada etapa fincava colunas sólidas para terminarmos com uma base estruturada e para prosseguirmos em 2023. Muito feliz com os atletas que conquistaram os títulos e agora São Paulo tem a primeira profissional de surf e o BST está envolvido nisso, ficará na história e mentes de muitos surfistas. São Paulo é um estado que respira surfe e o BST veio para enaltecer mais ainda este esporte dos deuses”, disse.


Fotos Munir El Hage e Henrique Tricca




Resultados Profissional Paulista Brasil Surf Tour 2022


Masculino

1 – Alex Ribeiro (PG)

2 – Weslley Dantas (UBA)

3 – Cauã Gonçalves (SB)

4 – Renan Pulga (SB)


Feminino

1 – Sol Carrion (SB)

2 – Júlia Santos (SAN)

3 – Suélen Naraisa (UBA)

4 – Kiany Cristina (UBA)


Resultado BST – Ranking Circuito Brasil Surf Tour 2022


Masculino

1 – José Francisco (SC)

2 – Alex Ribeiro (SP)

3 – Gustavo Henrique (PB)

4 – Weslley Dantas (SP)


Feminino

1 – Júlia Duarte (RJ)

2 – Júlia Santos (SP)

3 – Monik Santos (PE)

4 – Sol Carrion (SP)


Resultados – Quarta Etapa – Ubatuba – BST 2022


Masculino

1 – Péterson Crisanto (PR)

2 – José Francisco (SC)

3 – Renan Pulga (SP)

4 – Weslley Dantas (SP)


Feminino

1 – Júlia Duarte (RJ)

2 – Monik Santos (PE)

3 – Carolina Mendes (RJ)

4 – Giovanna Donato (SP)


O Brasil Surf Tour teve o oferecimento do Banco do Brasil – Apoio Corona, Neutrox, Sell Surf, Mormaii, Construtora Nosso Lar, Prefeitura Municipal de Ubatuba, Associação Ubatuba de Surf e homologação da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf).

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page