Segunda e decisiva etapa do Hang Loose Surf Attack acontece na Praia do Tombo, em Guarujá


Naire Marquez / Foto Munir El Hage


O mais tradicional circuito de categorias de base do Brasil vai definir os campeões estaduais 2021 e premiará com duas motos zeradas elétricas os campeões feminino e masculino da Sub 18 A segunda e decisiva etapa do Hang Loose Surf Attack 2021 vai acontecer entre os dias 2 a 5 de dezembro na Praia do Tombo, em Guarujá, com premiação recorde e transmissão ao vivo com comentários de Edinho Leite ( Comentarista da ESPN e do Série ao Fundo) e do ex-surfista Taiu Bueno (um dos melhores big riders do mundo).

A competição voltada para as categorias de base vai reunir mais de 280 atletas de vários cantos do Brasil nas categorias sub10, sub12, sub14, sub16 e sub18. Os campeões das categorias feminina e masculina (Sub 18), vão sair pilotando, cada um, uma moto elétrica zerada Mobyou e os atletas de Ubatuba Didi Aguiar e Naire Marquez já estão com as chaves nas mãos. Para o presidente da SPSurf, Zé Paulo, este circuito está sendo atípico, pelo fato de oferecer aos atletas premiações robustas. “Os campeões vão sair satisfeitos. Ao todo são quase 50 mil em premiação. Só tenho a agradecer a todos os patrocinadores e apoiadores em acreditar nesta nova jornada da Federação”, comentou. Os campeões das categorias sub16 e sub18 também ganham premiações em dinheiro no valor de R$ 1.000,00 cada, e troféus de plásticos recolhidos da Praia de Camburi, produzidos pelo Projeto SIRI. Já o restante dos pódios, das respectivas categorias também receberão premiação em dinheiro. O segundo lugar, R$ 500,00; terceiro, R$ 300,00; quarto, R$ 200,00. Outros R$ 2.000,00 serão ofertados para os vencedores do Sthill Air Show e para a Melhor Manobra Feminino “Sthill Girls Best Trick” (mil reais cada). Os finalistas das demais categorias receberão troféus, blocos de prancha, leashs (cordinhas), protetores solares, parafinas Manga Wax e decks antiderrapantes.


Diego Aguiar / Foto Munir El Hage O evento já faz parte da história do surf do Estado de São Paulo e do Brasil. Acontece desde 1995, com o patrocínio principal da Hang Loose, indiscutivelmente uma das marcas que mais acredita na evolução do surfe no país. O circuito já provou o seu potencial com a revelação de nomes como Gabriel Medina, Adriano de Souza e Filipe Toledo e, hoje, brilham mundo afora. O evento em 2021 teve duas etapas apenas, devido à pandemia do Covid 2019. A primeira aconteceu na Praia de Camburi, em São Sebastião, entre os meses de setembro e outubro e teve como campeões na categoria masculina os ubatubenses Didi Aguiar (Sub18), Rayan Kainalo (Sub16), Pedro Henrique (Sub14) e Anuar Chiah (Sub12) do Paraná. O prêmio de melhor aéreo também foi para Ubatuba, vencido por Lucas Lisboa. Na categoria feminina as vitoriosas foram Naire Marquez (Sub18) de Ubatuba, Luara Mandelli (Sub16) do Paraná, Aysha Ratto (Sub14) do Rio de Janeiro e Carol Bastides (Sub12) da Praia Grande. O "Girl Best Trick”, melhor onda feminina, foi para a praiagrandense Kemily Sampaio. Tudo indica que haverá baterias acirradas nesta etapa de decisão na Praia do Tombo, como aconteceu na primeira em Camburi. O Hang Loose Surf Attack 2021 tem o patrocínio da Mobyou Mobilidade Elétrica. Apoios Sim sucos, Remax, Água Cristal Litoral, Nuty Açaí, Sun Tech Grip Sistem, Special Boards, Manga Wax, Visual Boards, Keahana Blanks, Sal na Veia, Waves Now, + Brasil Supermercados, Delab Design, Hotel Cajueiro, Pousada Canto do Forte. Colaboração: Prefeitura Municipal do Guarujá por meio da Secretaria de Esportes e Associação de Surf do Guarujá.


Foto Munir El Hage

RANKING APÓS A 1ª ETAPA MASCULINO SUB18 1 - Diego Aguiar - Ubatuba - 1000 2 - Fabricio Rocha - São Sebastião - 860 3 - Leo Casal - Santa Catarina - 730 4 - Renan Rodrigues - São Vicente - 670 SUB16 1 - Ryan Kainalo - Ubatuba - 1000 2 - Gabriel Klaussner - Ubatuba - 860 3 - Guilherme Fernandes - Ubatuba - 730 4 - Murilo Coura - São Sebastião - 670 SUB14 1 - Pedro Henrique - Ubatuba - 1000 2 - Kalani Robles - Ubatuba - 860 3 - Matheus Neves - São Sebastião - 730 4 - Rickson Falcão - Rio de Janeiro - 670 SUB12 1 - Anuar Chiah - Paraná - 1000 2 - Eduardo Mulford - Ubatuba - 860 3 - Kalani Robles - Ubatuba - 730 4 - João Vitor - São Sebastião - 670 FEMININA SUB18 1 - Naire Marquez - Ubatuba - 1000 2 - Kemilly Sampaio - Praia Grande - 860 3 - Laura Raupp - Santa Catarina - 730 4 - Sophia Gonçalves - São Sebastião - 670 SUB16 1 - Luara Mandelli - Paraná - 1000 2 - Kiany Hyakutake - Santa Catarina - 860 3 - Maria Eduarda - Bahia - 730 4 - Naire Marquez - Ubatuba - 670 SUB14 1 - Aysha Ratto - Rio de Janeiro - 1000 2 - Maria Amélia - Santa Catarina - 860 3 - Carol Bastides - Praia Grande - 730 4 - Luana Reis - São Sebastião - 670 SUB12 1 - Carol Bastides -Praia Grande - 1000 2 - Sofia Tinoco - Rio de Janeiro - 860 3 - Maria Clara - Rio Grande do Norte - 730 4 - Marina Suguimoto - Ubatuba - 670



95 visualizações0 comentário

© 2021 by Bugsystem. Federação de Surf do Estado de São Paulo

Menu